Fundação Galp e Girl MOVE juntas na educação no feminino

A Fundação Galp adere aos programas Acreditar e Lidera, para potenciar o papel da mulher como agente da mudança, em Moçambique

Em Moçambique, a oportunidade que uma mulher tem para prosseguir os estudos ou construir carreira ainda é extremamente limitada. Apenas 31% das raparigas transitam do ensino básico para o ensino secundário, sendo que 40% têm gravidezes precoces e 48% têm em casamentos prematuros

Estes dados são resultado das pressões sociais, culturais e da falta de recursos dos contextos em que estão inseridas.

Perante esta realidade, a Fundação Galp junta-se à causa na definição e implementação dos programas Acreditar e Lidera. Estes programas têm como finalidade permitir o acesso a educação e formação para jovens moçambicanas, transformando-as nas principais agentes de mudança de consciência nas suas comunidades, visando assim potenciar o talento das mulheres na perspetiva do desenvolvimento económico e social.

O projeto, alinhado com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável 4 e 5, permitirá que 365 raparigas, entre os 12 e os 15 anos, prossigam os seus estudos e que 44 jovens mulheres, entre os 18 e os 22 anos, se transformem em agentes da mudança das suas comunidades.

Assim, em conjunto com a Girl MOVE, a Fundação Galp irá:

  • Impactar e transformar a vida de raparigas em contextos vulneráveis;
  • Desenvolver um projeto piloto de referência para o Modelo Educativo Universitário em Moçambique, em conjunto com a Universidade de Zambezi;
  • Disseminar um modelo de mentoria, que inspira e reconhece o valor da educação feminina e que pretende alterar as taxas de gravidez e casamento precoces;
  • Combater o absentismo nas escolas e gerar oportunidades de carreira.

O programa irá impactar mais de 400 jovens beneficiárias até 2022.