Prémio Energy Bootcamp a realizar sonhos

A Academia de Formação ATEC inaugurou o Laboratório Fundação Galp. Foi o culminar de um processo que começou há oito meses, no Energy Bootcamp 2019, e que já permitiu também implementar o projeto de eficiência energética vencedor

Era uma equipa improvável, com gostos e apetências diferentes, mas Beatriz Mendes, aluna da Academia de Formação ATEC (Palmela), conseguiu constituir com alguns dos seus colegas um grupo de sucesso, que desde logo pôs mãos à obra. Perante o desafio lançado pelo CEiiA e pela Fundação Galp, ao abrigo do Energy Bootcamp 2019, para que os estudantes enquadrassem as suas ações e projetos na concretização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), o grupo de quatro alunos concluiu que a resposta ao desafio estava na resolução de um problema identificado na sua escola: o excesso de gastos energéticos, nomeadamente da água que estava a ser utilizada para a rega.

Beatriz Mendes integra o grupo de quatro alunos da ATEC que venceu o prémio Switch Up no Energy Bootcamp 2019, evento final do Movimento Educativo Galp

As ideias foram surgindo e, com a ajuda dos professores, depressa idealizaram um dispositivo que reaproveitasse esses fluxos de água, gerando energia elétrica e aumentando com isso a eficiência energética. Assim nasceu o protótipo a que deram o nome de Green Water Solutions, apresentado a concurso, o qual viria a sair vencedor na categoria de Swich Up. “Foi não só um grande orgulho, tanto para nós como para os professores, para a ATEC e para os nossos pais, como uma grande vitória, mas para a qual trabalhámos muito”, confessa a aluna, de 19 anos. Agora, o sonho é implementar o produto em toda a comunidade, ou seja, no fundo, comercializá-lo. “Queremos ser jovens empreendedores”, acrescenta.

1/6
2/6
3/6
4/6
5/6
6/6

DA MAQUETA À REALIDADE

O prémio permitiu a esta equipa de jovens e professores, nos últimos oito meses, trabalhar no desenvolvimento da maqueta criada – cujo produto entretanto se tornou realidade e já está “a bombar”, ou seja, em fase final de instalação na escola e a ser replicado numa instituição de solidariedade social de apoio a jovens –, para o qual muito contribuiu um estágio com a equipa técnica do Centro de Engenharia do CEiiA, no Porto. Além disso, o financiamento possibilitou montar e equipar um espaço, batizado de Laboratório Fundação Galp e inaugurado este mês, com ferramentas e novas tecnologias, onde os alunos da ATEC e de outras instituições possam desenvolver os seus projetos. “Este laboratório é fundamental para a nossa estratégia de desenvolvimento de competências, que irão preparar os jovens para a evolução tecnológica que estamos a viver”, remata João Carlos Costa, diretor-geral desta academia de formação focada, sobretudo, em cursos técnicos.