1/6
2/6
3/6
4/6
5/6
6/6

Servir melhor o cliente com o digital

Responsável pela Gestão de Processos e Melhoria Contínua, Delmira Duarte, de 46 anos, tem em mãos a missão de dar asas ao projeto Fénix na Galp

Diz a lenda que a Fénix, pássaro da mitologia grega, sempre que morria, entrava em combustão e renascia das cinzas. Delmira Duarte, responsável de Gestão de Processos de Melhoria Contínua, da área de Gas&Power da Galp, não só se reinventou várias vezes ao longo da sua formação, como tem agora em mãos a missão de dar asas ao projeto Fénix na Galp. Engenheira Química com um mestrado em Energia Termodinâmica, reinventa agora o processo de relacionamento com os clientes através de uma vertente mais digital que permite ir mais facilmente ao encontro das suas necessidades, garantindo um serviço de qualidade. Mas, para desligar da corrente, gosta, simplesmente, de pintar e de cozinhar. “Cozinhar é um ato de amor. É, para mim, um processo de mindfulness, em que não penso em mais nada”, sorri. Como gosta de receber os amigos, vai variando as experiências gastronómicas que apresenta. “É a minha vertente química a surgir de vez em quando”, graceja.

Energisers – uma exposição sobre pessoas – retrata profissionais da Galp que, a partir de Portugal, Espanha, Moçambique e Brasil, asseguram a energia necessária para garantir que o mundo não para. Resultado de uma parceria com a revista VISÃO, este projeto de fotojornalismo, assinado pelos fotógrafos Arlindo Camacho (Portugal), Enric Vives-Rubio (Espanha), Mauro Vombe (Moçambique) e Jardiel Carvalho (Brasil), dá a conhecer, através de uma perspetiva particular, quem são realmente as pessoas para lá da função que desempenham. Como ocupam os dias, de onde vieram, como vivem, o que fizeram para chegar aqui e quais os sonhos que ainda lhes falta realizar.